Ingressos Temporada de Natal
Turismo Informação Hotéis e Tarifas INGRESSOS Passeios
Reserve online
 Destino: Período: a    Quartos: Pessoas:
Receba ofertas exclusivas

Você irá receber nossas ofertas de
hotéis, passeios, transfers e muito mais!
GramadoSite.com




Temperatura
em Gramado:
11°C


  Google   Orkut   YouTube   twitter gramado

Guia de Gramado RS - Serra Gaúcha - Brasil

Gramado RS - Serra Gaúcha

/ Cultura
David Iasnogrodski
Texto publicado em 27/03/2007* - 11:04, terça-feira.por David Iasnogrodski
*Atenção: você está lendo CONTEÚDO DE ARQUIVO. Publicado há mais de 7 anos e 5 meses!
Shabat Shalom!
Dois termos muito conhecidos. Shabat em hebraico significa sábado. É o nome dado ao dia de descanso semanal no judaísmo, sendo observado a partir do pôr-do-sol da sexta feira até o pôr-do-sol do sábado. Shalom em hebraico é traduzido como paz. Os dois termos juntos é um cumprimento, utilizado no shabat. Desejando um bom sábado: Shabat Shalom.

Freqüento a sinagoga em quase todos os shabat. Em fevereiro, estando em Israel com um grupo de gaúchos, participamos de dois shabat: um em Jerusalém e o outro em Tel Aviv. Realmente no shabat pára tudo em Jerusalém. Na cidade nova e na cidade antiga.

A chamada cidade antiga é uma área em forma retangular rodeada por uma muralha construída por volta de 1.540 pelo sultão otomano Solimão. Oito portões permitem o acesso a essa parte da capital de Israel. É ali que está o centro histórico e sagrado de Jerusalém.

Está dividida em quatro partes: a judaica, a cristã, a armênia e a muçulmana. Em 1981 a Unesco considerou Patrimônio Mundial da Humanidade a cidade antiga de Jerusalém e suas muralhas.

Esta parte da cidade é habitada por árabes e judeus. Na cidade nova, a maioria dos habitantes são judeus. A população de Jerusalém em 1.525 era de 4.700 pessoas, hoje em dia é de aproximadamente 750.000 habitantes.

Por volta das 16 horas de sexta feira já é notado pelos turistas um movimento diferente. Todos se dirigindo às casas e após as Sinagogas. Assim aconteceu também conosco. Nos dirigimos a uma sinagoga reformista para participarmos da cerimônia do recebimento do shabat.

No término das orações nos cumprimentamos todos com o tradicional Shabat Shalom e então nos dirigimos a pé ao hotel para realizarmos a tradicional janta de shabat. Algo fantástico!

Há pessoas que se dirigem aos hotéis nas sextas feiras só para realizarem em conjunto com familiares e/ou amigos, ou mesmo sozinhos o jantar de shabat. Inesquecível!

A cidade pára. Os elevadores dos hotéis param, ficando somente um funcionando, parando em todos os andares. Tudo pára... Voltando à normalidade somente no término do shabat. Nos bairros ultra-ortodoxos de Jerusalém não é permitida nem a entrada de carros durante o período do shabat.

Na outra semana passamos o shabat em Tel Aviv. Também o movimento diminui na tarde de sexta-feira, mas não tanto quanto na mística Jerusalém – a eterna capital dos judeus.

Realizamos a cerimônia da espera do shabat na praia de Tel Aviv. Após realizamos o jantar num hotel. Também ali observamos um movimento grande de pessoas vindas especialmente para receber o shabat.

Mas mesmo não tendo a observância de parar tudo quanto em Jerusalém, o shabat é respeitado e observado. O cumprimento entre as pessoas, em todos os momentos, é shabat shalom. Assim como é realizado em todo o mundo... Que tenhamos todos um shabat de paz. Uma vida com paz!!
Sequência de Fondue e à la carte
Trattoria Del Corso

Aromas e Sabores indescritíveis
Restaurante la Hacienda

Renas Vivas - Venha Ver!
Aldeia do Papai Noel

Torre Panorâmica
Observatório Ecológico

Pizza na Medida da Sua Fome!
Mangia Metro Pizzeria

traslado Poa/Gramado R$55,00
Vmc Turismo

   
Enviar por email         |         Comentar         |         Imprimir

EMBRATUR Nº 23.012908.10.0001-3


RSS - Notícias/Gramado
gramadosite.com.br gramadosite.com.br HOTEL EM GRAMADO RESTAURANTES EM GRAMADO