Campos de Cima da Serra recebe abertura oficial da colheita da uva e maçã no Rio Grande do Sul

Economiaenegocios Notícias 15 Fevereiro / 2019 Sexta-feira por Gramadosite

O Ato Oficial de Abertura da Colheita da Uva no Estado do Rio Grande do Sul será realizado pela primeira vez em Vacaria, na região dos Campos de Cima da Serra. O evento será realizado às 16h, na Vinícola Campestre (BR 116, KM 30 – Vacaria), após o ato de abertura da colheita da maçã, a partir das 14h30min, no município de Monte Alegre dos Campos, no pomar José Sozo (BR 285, Km 101,5).

Estão previstas as participações do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, do secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR/RS), Covatti Filho, do presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Oscar Ló, do presidente da Associação Gaúcha dos Produtores de Maçã (Agapomi), José Sozo, além de prefeitos e representantes dos municípios da região. Após os pronunciamentos, as autoridades darão início, simbolicamente, à colheita da uva e da maçã no Rio Grande do Sul.

A abertura da vindima integra o calendário de eventos do Governo do Estado, instituído pelo Decreto 48.838/2012, e segue um rodízio entre as regiões vitivinícolas do Estado.
Os 11 municípios que integram a região dos Campos de Cima da Serra produziram 28,5 milhões de quilos de uvas destinadas à elaboração de vinhos, espumantes e sucos na última safra.

De acordo com estimativas do Ibravin e da Comissão Interestadual da Uva, neste ano deverão ser colhidos no Rio Grande do Sul um volume 20% menor em relação ao produzido em 2018, quando a safra foi de 663,2 milhões de quilos. O Estado é responsável por cerca 90% da produção de uvas destinadas ao processamento de vinhos, espumantes e sucos e também por, aproximadamente, 90% da elaboração de produtos vinícolas no Brasil.







*Uvas para processamento de vinhos, espumantes, sucos de uva e derivados. Dados referentes ao estado do Rio Grande do Sul, provenientes do Cadastro Vinícola, mantido por meio de parceria entre Ibravin e Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR/RS), com recurso do Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura (Fundovitis).




Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes