Liderança para romper fronteiras

Economiaenegocios Notícias 05 Outubro / 2018 Sexta-feira por Gramadosite

"Aqui é uma injeção de realidade", provocou o empreendedor social Edu Lyra, convidado do Tá na Mesa dessa quarta-feira (03), na Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul). Ao falar sobre a crise brasileira e as diferenças sociais, o fundador da rede Gerando Falcões, que oferece atividades e oportunidades de inserção no mercado de trabalho para jovens e adultos carentes das comunidades, lembrou que o primeiro desafio é interno. "É preciso ter a grandeza de olhar para dentro e entender que não é a realidade que me define. Que a crise não pode estar dentro de mim", afirmou.

Segundo Edu Lyra, o maior incentivo veio da mãe, que insistia na transformação dos sonhos em realidade. "O lema dela sempre foi que não importava de onde você vem, mas para onde você vai. E você pode ir para onde você quiser", reforçou. De acordo com ele, foi partindo desse princípio que, há cinco anos, foi criada a rede Gerando Falcões, que dá esperança a jovens que, assim como Edu, não tinham perspectiva de sucesso. "Nós não podemos perder a fé. Ser líder é acreditar no êxito de um negócio mesmo com as dificuldades e ter a coragem para tentar de novo mesmo depois das quedas", reforçou o convidado.

De acordo com o empreendedor social, o momento atual não é para amadores. "Não podemos jogar a toalha. Temos que olhar para o futuro e pensar: vai que dá'", comentou.

Esse pensamento serve também para o cenário eleitoral. Ao defender a democracia e apostar no êxito do país, lembrou que "pior do que as eleições, seria não ter eleições". Segundo ele, é fundamental ver a beleza em se poder votar. "Precisamos aproveitar e focar em educação. Reeducar as crianças, valorizar os professores, promover o intercâmbio entre gerações e classes, romper fronteiras", finalizou.

Para o vice-presidente da Federasul César Leite, que mediou o encontro, receber essa aula, em véspera eleitoral, dá um ânimo aos gaúchos. "É importante usarmos essa história como exemplo. Há como mudar o Brasil", observou.

Ao iniciar a reunião-almoço, a presidente da Federasul, Simone Leite, entregou uma placa-homenagem a Icatu Seguros, pelos 25 anos de fundação da empresa. De acordo com o vice-presidente da Icatu César Saut, é "um orgulho estar junto de parceiros, como a Federação, em prol do Rio Grande do Sul".

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes