Oito olhares sobre Gramado

Estilo Turismo 29 Fevereiro / 2008 Sexta-feira por Gramadosite



1. Vista panorâmica

A vista para o Vale do Quilombo é impagável. O verde da vegetação serrana ora contrasta com o céu azul e claro ora fica coberta pelo branco da neblina – depende do clima em Gramado. Seja como for, não dá para vir para a Serra Gaúcha e não contemplar justamente a Serra Gaúcha! O Belvedere Vale do Quilombo é a paisagem mais serrana que Gramado preserva.



2. Shopping a céu aberto

Quem nunca ouviu Gramado ser definida dessa forma quando o assunto é compras? Já é clichê. O centro de Gramado concentra variadas opções de compras: couro, confecções, chocolates, malhas, sapatos, artesanato, decoração, tem para todos os gostos e bolsos. O horário comercial varia conforme a empresa, mas em geral vai das 9h às 19h. O bom é que dá para aproveitar a rota de compras para conhecer a Nova Borges durante o dia.



3. Cartão-postal

O Lago Negro é parada obrigatória para quem vem a Gramado. O lago foi construído artificialmente sobre as cinzas de um incêndio que comprometeu a vegetação nativa que existia ali. Isso aconteceu na década de 1940. Os moradores daquela área, na época, encontraram uma vertente, canalizaram a água, drenaram o solo e acabaram criando um dos cartões-postais mais conhecidos de Gramado. Clique aqui para conhecer melhor essa história.



4. Happy hour na Rua Coberta

Sem dúvida o lugar mais cosmopolita de Gramado, a Rua Coberta reune todas as tribos. Os cafés com mesas externas dão um charme especial para a rua que foi transformada em um “calçadão” para passeio, descanso, lazer e muitas fotos. É ideal para um happy hour no entardecer ou à noite. Não raro, algumas casas oferecem música ao vivo, deixando o programa ainda mais atraente.



5. Passeio noturno na Nova Borges

O centro de Gramado passou por uma revitalização no último ano. A obra ainda está em andamento, mas boa parte da principal avenida da cidade já está totalmente renovada: mais moderna e cheia de glamour. À noite, a Borges de Medeiros ficou ainda mais linda. Dá até para aproveitar o passeio para assistir a um filme no Palácio dos Festivais.



6. Gramado vista de dentro

Mas Gramado não é feita só de compras e construções modernas no centro da cidade. Há uma face mais retirada que embala a sua economia: a zona rural. Passeios pelas propriedades do interior do município beneficiam agricultores, além de mostrar ao turista o cotidiano de quem vive no campo. [coisaslegaisprafazer:Veja aqui os que você pode fazer ou siga a bordo do ônibus “Princesinha”] em Tours e Passeios - Raízes Coloniais, veículo temático que parte da rodoviária com destino ao interior de Gramado.



7. Aventura na Serra Gaúcha

Com tantos vales, montanhas e corredeiras, não é de estranhar que Gramado também seja destino para aventureiros. Escolha sua Rota de aventura e mergulhe em paisagens de tirar o fôlego. A adrenalina pode vir de rapel, trekking, tirolesa, pêndulo, rafting, cascading, trilhas a pé ou à cavalo.



8. Natal o ano inteiro

A casa do Papai Noel na América Latina fica em Gramado. No Aldeia do Papai Noel é Natal o ano inteiro. Lá está a fábrica de presentes do Bom Velhinho, que acompanha tudo de perto, sentando em sua poltrona sempre disposto a conversar com os visitantes e tirar fotografias. Tem até renas vivas no parque, que lançou na última temporada natalina uma nova área verde, com Trilhas ecológicas.



Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes