• O Carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no Entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam água, ovos e farinha, umas nas outras, em brincadeiras de rua. O Entrudo acontecia num período anterior a Quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até hoje, já que o Carnaval é uma festa em que todos se sentem livres para exibir cores, brilhos, sensualidade e muita alegria!

  • Mas engana-se quem pensa que esta festa só acontece nos grandes centros urbanos que têm tradição carnavalesca. Por aqui, nem mesmo os ares serranos e gaúchos de Gramado são capazes de segurar o ímpeto dos foliões quando o Carnaval se aproxima.
    A cada ano, a festa gramadense está maior e melhor. O espírito de coletividade e organização tão bem aplicado em outros eventos promovidos na cidade, também está presente no Carnaval de Gramado, com cinco noites de muita farra e alegria.

    Sete blocos carnavalescos garantem a animação das festas. Dois tradicionais clubes sociais abrem suas portas para receber os foliões. Nesse clima de animação acontece o Gramado Fantasia, em duas noites especiais em que gramadenses e visitantes brincam à vontade numa bonita festa realizada num centro de eventos da cidade.

  • E aqui os pequenos foliões também têm vez! Dois bailes infantis colocam os baixinhos para sambar e desfilar as mais criativas fantasias em tardes de muita euforia.

    Os sete blocos carnavalescos desempenham papel fundamental nesta festa popular que toma conta do país e de Gramado também. E a gente conta como tudo começou!

  • 1966 – “Mas quem são esses Velhinhos Transviados?!” - Começa o Carnaval em Gramado

    Podemos dizer que o Carnaval de Gramado nasceu junto com o bloco carnavalesco Velhinhos Transviados. São mais de 40 anos de folia, fortalecida pela relação de amizade de um grupo de casais.

    Diferente dos outros blocos, que se encontram apenas quando o Carnaval se aproxima, os Velhinhos Transviados são praticamente uma família. Essa turma realiza festas temáticas mensais, numa emocionante confraternização que se renova há anos. O bloco conta com mais de 70 componentes, que uma vez por ano programam uma excursão.

    O passeio sempre rende muitas fotos e histórias engraçadas. A cada Carnaval os Velhinhos surpreendem o público apresentando belas fantasias. Alguns integrantes já desfilam seus cabelos brancos pelos salões com muito orgulho, mostrando que a alegria de Carnaval não tem idade!

  • 1973 – Homens no samba e samba no pé - “Alguém disse: Meu Cafezinho!!!!”

    O que fazer em cinco dias de festa? Nada melhor do que reunir a turma e cair na folia do Carnaval. Em 73 alguns amigos se organizaram e no ano seguinte fundaram o bloco carnavalesco Diz Meu Cafezinho.

    Durante os primeiros 13 anos, o bloco era formado apenas por componentes masculinos. Mas como uma festa tão alegre e sensual poderia deixar de fora as mulheres?! É, não teve jeito mesmo, eles tiveram que abrir alas para elas...!!!

    Hoje homens e mulheres desfilam orgulhosos pelo Diz Meu Cafezinho, numa bonita história que já dura 35 anos!

  • 1978 – Pra animar, tem baiana e tem pandeiro – “Quem Quis Um Gole entrou na festa!”

    Era final da década de 70 e um grupo de jovens tentava inventar alguma coisa diferente para fazer no Carnaval gramadense, uma vez que o bloco em que participavam não existia mais.
    Então 20 rapazes se juntaram para dar vida ao Quis Um Gole e entrar com tudo na festa. O Carnaval de 1992 foi especial para estes foliões, que cansados da “solidão”, realizaram o “casamento do Quis Um Gole”. A ala feminina chegou mais forte do que nunca, cheia de colorido e graciosidade.

    O bloco divide seus componentes por alas, como a da bateria e das baianas, procurando dar uma idéia de “mini escola de samba”, um show!

  • 1990 – Da Floresta para os salões de Gramado – "A partir dos anos 90, Quereu Bebeu!"

    Desde a infância uma turma de amigos moradores do bairro Floresta costumava se reunir durante o Carnaval para brincar e beber chope.

    Desses encontros surgiu um cordão carnavalesco em 1989 e no ano seguinte o bloco Quereu Bebeu.

    Desde então, a animação e o entusiasmo dos mais de 70 componentes acabam tomando conta até dos foliões que não participam de nenhum bloco, mas que ao verem a turma do Quereu Bebeu se apresentar, não resistem e acabam caindo no samba também!

  • 1995 – O Carnaval de Gramado não é mais o mesmo – “Tem gente 100 Juízo nessa bateria!”

    Eles são apaixonados pela bateria e fazem dela a principal estrela da festa de Carnaval.
    Quando o som de bumbos, taróis e repiniques do bloco carnavalesco 100 Juízo começa, todos ficam com os olhos grudados no salão, pois sabem que vão assistir a um show.

    O tema, o samba-enredo e as fantasias são resultado da soma das dicas de diversos componentes, que carregam no coração o orgulho de ser completamente 100 Juízo!!!

  • 1998 – Mas que gurizada mais atrevida - “Todo ano eles dizem a mesma coisa: o Carnaval é Sopranois!”

    Também conhecidos como "os bundinhas”, essa turma tem a marca da irreverência e surgiu de um grupo de amigos que jogava futebol. O Sopranois sempre apronta alguma coisa engraçada pra levar aos salões nas noites de Carnaval.

    Desde sua fundação, o bloco desfila temas e fantasias inusitadas, como as de Mexicano e Enfermeiro, e agora com a filosofia animal, onde já vieram os Gambás, as Panteras Cor-de-Rosa e o Leão Goléo, mascote da Copa do Mundo de 2006.

    Mais de 90 componentes fazem parte da família de gambás... (o gambá é o mascote do grupo!!!)

  • 2004 – Bloco caçula, bloco danado - “Tem folião, tem foliã, todos Diz Cafeinados!”

    Alguns amigos queriam pular o Carnaval de forma mais organizada, como um Cordão. Em duas semanas 80 pessoas já faziam parte do grupo que acabou se transformando num bloco carnavalesco, formado em sua maioria por ex-integrantes do bloco Diz Meu Cafezinho.

    Apesar da divisão, existia muita afinidade entre os componentes e disso nasceu a idéia de homenageá-los com um nome derivado, foi daí que surgiu o Diz Cafeinados.

    Em 2006 o bloco desfilou pela primeira vez, com uma bateria turbinada pela escola de Samba Alegria do Morro, da cidade de São Francisco de Paula, exibindo seu mascote, o viking Hagar!!!

  • Comércio durante a festa
    Vale lembrar que o comércio e os principais pontos turísticos de Gramado e região não param durante o carnaval. Apenas alguns estabelecimentos fazem feriado na terça-feira de carnaval.

    ...Ôh abre-alas que eu quero passar!

    Em 2011, o Gramado Fantasia terá três muambas (dias 11,18 e 25 de fevereiro), um pré-carnaval (dia 26/2), cinco noites de Carnaval ( 4, 5, 6, 7 e 8 de março) e um enterro dos ossos (10 de março).
    E o Carnaval de Inverno acontecerá nos dias 08 e 09 de julho, no Clube Minuano.

  • Samba e purpurina: o Carnaval é uma festa!
    Conheça o Carnaval mais colorido da Serra Gaúcha


    Por Redação GramadoSite, Fotos Arthur Silveira