• Em 1917, foi construída uma capela de madeira no centro do vilarejo que ainda era um distrito de Taquara/RS. Somente em 1943, antes ainda da emancipação, começou a ser erguida a Igreja São Pedro como é hoje, edificada em pedras basálticas, no miolo da cidade, de frente para a Praça Major Nicoletti e ao lado do Palácio dos Festivais.
  • Os vitrais da Matriz representam episódios da vida do apóstolo Pedro ao lado de Jesus Cristo, seu Mestre. No interior do templo, outros objetos sacros chamam a atenção, como o padroeiro da cidade, São Pedro, esculpido em madeira, à esquerda do altar. À direita, uma capela reservada foi construída para abrigar o Santíssimo Sacramento, servindo de refúgio aos fiéis em suas orações.
  • Recentemente, a torre – de 46 metros de altura - foi restaurada, assim como o sino, que voltou a tocar. Não se espante se estiver andando pelo centro de Gramado e ouvir o ressonar do sino ao meio-dia e às seis horas da tarde, ou no horário da missa, especialmente aos domingos.
  • A Igreja Matriz São Pedro serve de locação para eventos religiosos, além das cerimônias características de sua liturgia, como é o caso do Gramado Aleluia e de alguns concertos do Natal Luz, por exemplo. Aliás, em época de Natal, a igreja recebe um lindo presépio e uma decoração ainda mais especial.
  • Tendo São Pedro como padroeiro, a Igreja Matriz, toda feita de pedras, é um dos cartões-postais de Gramado.
  • Igreja Matriz
    Tendo São Pedro como padroeiro, o templo é feito de pedras
    Por Taís Seibt, Fotos Arthur Silveira