Decoração da Festa da Colônia representa as três etnias que chegaram em Gramado

“Uma homenagem às três etnias que aqui chegaram”. Assim é definida a decoração da Festa da Colônia de Gramado contam os autores do projeto, a decoradora, Neka Pante e o Arquiteto Urbanista, João Bazácas. Neka está a 15 anos à frente da decoração da Festa. “É muito gratificante, adoro fazer este evento, orgulho de Gramado”, conta Neka. “A ideia de projetar uma igreja na área central do evento na ExpoGramado foi muito pensada e foi inspirada nas igrejas da colônia de Gramado”, relata João. A Igreja conta com uma imagem de São Pedro, padroeiro da cidade. “Quero destacar também nesta Igreja o trabalho da historiadora Marilia Da Ros (in memoriam), valorizamos o que ela fez no resgate das igrejinhas do interior, vale a pena visitar” disse Neka.

As rótulas do centro de Gramado também foram inspiradas nas três etnias, “em frente à Prefeitura é uma decoração portuguesa, lá na Praça das Etnias é alemã e na esquina da Borges com a Senador Salgado Filho uma rotatória italiana”, disse Bazácas. Na rótula central, a maior delas, foi projetado um moinho, o que representa bem o interior rural de Gramado.

A Festa da Colônia é uma promoção da Gramadotur e realização da Prefeitura de Gramado.