Ao pé da porta

Preservar a identidade não é difícil, o difícil é conhecer e reconhecer a trajetória familiar. Conhecimento e inteligência pra não cair no "conto do vigário" como se dizia antigamente.

Continuar lendo

Debujo

“Para desenhar e escrever, é só começar.”
Fazer certo leva o mesmo tempo do fazer errado. Mas o fazer errado precisa ser refeito”
(meus alunos conhecem bem esta frase).

Continuar lendo

Todo santo tem seu dia

Não confundam um historiador com um cronista urbano. O historiador vive de investigações sobre o que ocorre no dia a dia, como descrevem os cronistas urbanos.

E nunca diga que uma pessoa sabe mais do que a outra pois todos temos dons e nossos saberes não podem ser medidos apenas por uma pessoa, e sim, por um colegiado.

E lembre que as pessoas que lhe são disponíveis, não o são porque acreditam em tudo o que você demonstra ser, mas pelos produtos sábios que você demonstra ter.

E que o bem de todos prevaleça sobre o egoísmo de alguns.

Continuar lendo
Sobre o autor

ArteEducadora, Jornalista, Historiadora, Produtora Cultural LIC, Artista Plástica, Escritora.

Natural de Gramado, filha de Hugo Daros e Sueli Accorsi Daros. Tem três filhos: Fernando Carlos, Maurício e Ricardo. E dois neto, Arthur e Mathias. Seu pai foi professor e historiador e ...

Mais sobre o autor