Padre Ari

Data de nascimento: 12 de Junho de 1050
Localidade: Lajeado - RS
Pertence ao Clero da Diocese de Novo Hamburgo - RS
Data de Ordenação: 16 de Maio de 1976 sob a imposição das mãos do Sr. Cardeal Arcebispo Dom Alfredo Vicente Scherer.

Formação Acadêmica: Doutor em Filosofia pela Universidad Pontificia de Salamanca - Espanha
Mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do RS - PUCRS
Bacharel em Teologia - PUCRS
Pós-graduado em Psicopedagogia Institucional - FAFIMC
Licenciatura Plena em Filosofia - FAFIMC
ATIVIDADES:
Vigário Paroquial da Cidade de Três Coroas - RS
18 anos de Docência na UNISINOS
Docente na FACCAT desde 1986 até os dias atuais
Criador das Semanas Teológicas da Diocese de NH em parceria com a FACCAT, ligada aos cursos de Extensão Universitária da referida Instituição.

Criador dos cursos de Ciências Religiosas em nível de Extensão Universitária com o apoio da Diocese de NH
Fundador do Seminário Betânia para Vocações Adultas da Diocese de NH juntamente com o então Bispo Diocesano de NH Dom Boaventura Kloppenburg ofm.
Criador da Missa, na Serra Gaúcha na Cidade de Canela da Missa do Turista
Membro efetivo da Academia Lítero-Cultural da cidade de Taquara - RS
Membro do Conselho Deliberativo da Fundação Educacional Encosta Inferior do Nordeste - FEEIN - Mantenedora da FACCAT
PUBLICAÇÕES:
A Economia a Serviço do Homem - Ed. Ka & Lá - 2010
Economia e Espiritualidade: Reformando o mundo dos Negócios em parceria com o Prof. Ms Paulo Vieira de Castro da Universidade do Porto - Portugal - 2011
Mundo Melhor: Justiça, Solidariedade e Transcendência - Ed. Nova Harmonia - 2012
Só se Ama Alguém que se conhece - Ed. Faccat - 3ª edição
Co-participação no livro: Gestão Samurai, servir para liderar: Autor: Ms. Paulo Vieira de Castro - Universidade do Porto - Portugal - 2013
Rumo ao Novo Milênio: Síntese das Palestras da 1ª e 2ª Semanas Teológica (org)
Participação: Sub Umbris Fideliter - Feetshrif em homenagem a Frei Boaventura Kloppenburg OFM. Artigo: O Desafio do Espiritismo para os Cristãos no Brasil (Org: Dr. Pe. Geraldo L. B. Hackman - 1999 - EDIPUCRS
Evangelização Digital: A Nova Decápole na Era da Cibernética para o Anúncio do Evangelho - Letra & Vida - Ed. Suliani - POA - 2013 e 2ª ed. 2014
Análise Crítica do Tecido Social Contemporâneo - Letra&Vida- Ed. Suliani
Educação e Transcendência: Por uma Cultura de paz e inclusão - Ed. Nova Harmonia - 2016
Planeta Terra em Crise: Urge Repensar um Novo Paradigma para a História - Ed. Harmonia - 2017
A Ética Nasce quando encontro o Rosto do Outro - Ed. Harmonia - 2018
Ética, Espiritualidade e Cidadania: Ser Cristão na cultura pós-moderna - Ed. Nova Harmonia - 2019 - Nova Petrópolis - RS
Aprenda a desenvolver a sua Inteligência Financeira: OBJETIVO - PLANEJAMENTO - SUCESSO: Educação Financeira para Jovens e Adultos Autores: Paulo Cesar de Borba e Pe. Ari Antônio da Silva (orgs) - Ed. Nova Harmonia - 2019 - Nova Petrópolis - RS

Informações de contato
A PERFEIÇÃO DOS MEIOS E A CONFUSÃO DOS FINS: Características de nossa época (Albert Einstein)

O momento histórico da humanidade é paradoxal. Por um lado, é fascinante o progresso e o desenvolvimento de ponta do atual imaginário tecnológico e, sem dúvida, materialmente falando, em todas as dimensões. Por outro, é perceptível que junto do mesmo descortina-se uma “torre de babel” que se desvela, principalmente quando se trata do avanço dos Meios de Comunicações sociais como a internet, telefonia com fibra ótica, com os meios de transportes tal como a aviação sempre mais sofisticada, a fluvial, o sistema rodoviário e ferroviário, e as diversas áreas do conhecimento científico, enfim é algo fantástico em termos de benesses em favor da humanidade, embora, e, tristemente se sabe que não é algo que esteja beneficiando o bem estar de todo o gênero humano.

O mercado sempre é imperfeito: Daí a justificação do Estado em criar mecanismos de controle

O pressuposto deste título acima vem responder a artigos que já publiquei anteriormente e que mostra aonde se encontra a restrição e a diferença da DSI quando se aborda a questão do livre mercado, da propriedade privada e da concorrência desleal, aliás, visão própria da Escola de Chicago que elege toda teoria do capitalismo neoliberal que defende o “eficientismo econômico”, mas que também, por outro lado, se trata de uma característica fundamental do “sistema capitalista liberal”. Esta visão não coaduna com a Economia do livre mercado da EAL, e, muito menos com a DSI, pois todo o sistema econômico deve ter consciência de que deve estar sempre ao serviço do bem comum, ou seja, em favor de todos os seres humanos e não de uma minoria privilegiada.

A iniciativa privada, o bem comum e sua função social

A Doutrina Social da Igreja (abreviação: DSI) sempre tem afirmado o direito natural de propriedade e foi visto como algo natural, até porque todos os homens e mulheres criados à “imagem e semelhança de Deus” (Gn 1,27) não significam exegética e teologicamente “uniformidade”, ao contrário, cada ser humano é “único” e irrepetível, ou seja, ninguém é cópia e xerox de ninguém.

Veja todas as publicações