Vida

Cultura Poesia 19 Fevereiro / 2018 Segunda-feira por Cassiano Santos Cabral

Mãos que soltam sonhos

Como pipas ao vento

Nas esquinas do ar

Sem a dança das folhas

E nem o bailado das glórias

Redemoinhos...

Perdas oblíquas

E a espera

Por um lugar ao sol

Somos apenas grãos de areia

Presos na ampulheta...



Mãos que seguram ilhas

Dedilhando esperanças

Entre a terra e a água

Resta a contemplação

A juventude prescrita

Presa no espelho trincado

E partimos...

Com o aval das boas memórias

Conduzidos pela fé oceânica

De quem sobreviveu às chuvas

E as rugas do vento...

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes