Pesquisa revela que brasileiros estão esperançosos no período de pandemia

39% dos entrevistados narraram estar neste estado de espírito; a mesma porcentagem revelou estar ansiosa

O estudo Opiniões Covid-19, realizado entre 18 a 22 de junho, identificou que a maior parte dos brasileiros está preocupada com a situação, mas mantém a esperança – a porcentagem dos que revelaram preocupação, 39%, foi idêntica aos que se disseram esperançosos.

A faixa etária de 35-54 foi a que se revelou a mais esperançosa. Em relação às regiões, o Nordeste é a mais confiante (34%), seguida pelo Sudeste (30%). Ansiedade é um sentimento muito presente no Sudeste, com 31% dos respondentes tendo confirmado este estado de espírito, já o Sul do país é o local com menos pessoas ansiosas, 17%.

No cômpito geral, empregados de empresa privada, aposentados, desempregados e donas de casas foram os que mais apresentam sentimentos negativos, tendo respondido que estão desapontados, vulneráveis e ansiosos. Sensações extremas como “com raiva” e “em choque” foram os menos citados, com 2% e 1% de menções, respectivamente.
A pesquisa realizada pela Perception, Engaje! Comunicação e Brazil Panels, entrevistou 525 pessoas online, em todas as regiões do Brasil, homens e mulheres com mais de 18 anos, das classes ABCD, com margem de erro de mais ou menos 4,05%, para saber a opinião dos brasileiros sobre o cenário da pandemia. Esta é a terceira onda do estudo, cuja primeira onda foi realizada entre 1º e 3 de abril, e a segunda entre 29 de abril e 1º de maio.

Mais Publicações